Capim Folia 2017 tem duchas e shows ao vivo

Capim Folia 2017 tem duchas e shows ao vivo

preparacoes

A festa, que começou ontem com grande estrutura na Praça “João Moreira de Souza”, continua até terça-feira

Quem estava com saudades da festa de Carnaval na Praça “João Moreira de Souza” não tem o que reclamar. A Prefeitura Municipal de Capinópolis promove uma festa simples, mas com muito carinho, como mesmo adiantou o prefeito Cleidimar Zanotto.

Desde ontem à noite a festa começou com estrutura completa, praça de alimentação, banheiros, duchas e muita alegria.

Todas as noites tem show ao vivo com Os Influentes e as tradicionais marchinhas de Carnaval.

Preparação

Desde o início do mês, a equipe comandada pelo secretário de obras Gilson Nunes realiza a limpeza da Praça JMS, como a poda das árvores, reforma do banheiro, conserto do piso em áreas estragadas, pintura e troca de água da fonte. A prefeitura, dessa forma, está realizando um importante trabalho de revitalização da Praça ‘João Moreira de Souza’, um bem tombado pelo Conselho do Patrimônio Histórico e Cultural de Capinópolis e o maior cartão postal da cidade, iniciando logo no princípio de janeiro com a correção do piso com pedrinhas Pirinópolis.

O Conselho Municipal de Patrimônio Histórico e Cultural de Capinópolis foi ouvido e aprovou a realização de obras de melhoria da Praça ‘João Moreira de Souza’.

Traga sua caixinha de cerveja e venha reviver os bons momentos de festa e alegria na Praça.

“Desejamos a todos um carnaval de muita alegria e paz, bem no clima de família. Vamos todos participar”, convida o prefeito Cleidimar Zanotto.

Capinópolis recebe dois ônibus do Governo de Minas

Capinópolis recebe dois ônibus do Governo de Minas

onibus governoestadual

Prefeito Cleidimar Zanotto se encontrou com o Governador Fernando Pimentel em Patrocínio quando o município recebeu dois ônibus escolares

O prefeito de Capinópolis, Cleidimar Zanotto, esteve em Patrocínio na sexta-feira, dia 17, quando recebeu os dois ônibus para Capinópolis. Na oportunidade ele se encontrou com o Governador Fernando Pimentel, quando o agradeceu pelos ônibus e pediu o seu apoio para solucionar a questão da Usina Vale do Paranaíba.

  onibus governoestadual 2onibus governoestadual 1onibus governoestadual 3

Em entrevista a este jornal, o prefeito falou sobre esse assunto e sobre o Capim Folia 2017.

“A equipe organizadora está trabalhando constantemente para a organização do nosso Carnaval, que será simples, mas que queremos deixar para o povo de Capinópolis com muita tranquilidade para todos se divertirem, porque pelas dificuldades, na região poucas cidades estão promovendo o Carnaval, mas nós fizemos uma reunião com os comerciantes e achamos importante realizar a festa, são artistas locais, mas com muito otimismo, muita vontade de proporcionar uma festa gostosa, para as famílias comparecerem e se divertirem. Com a realização do Carnaval vamos gerar receitas para o nosso comércio, e isso é muito importante, pois vamos ter gastos, mas eles se transformam em investimento para que as pessoas que vêm de fora possam estar gastando e trazendo recursos para os comerciantes e para o município”.

Pergunta: Você esteve na semana passada em viagem onde se encontrou com o Governador de Minas. Fale sobre essa viagem.

Cleidimar Zanotto: É importante as pessoas saberem que fevereiro e março são os meses em que os deputados correm atrás no sentido de reivindicar as suas emendas, então a gente está indo constantemente a Belo Horizonte, vamos agora a Brasília, à procura de verbas e recursos para o município. Estivemos na sexta-feira em Patrocínio, numa reunião para a entrega de ônibus e ambulâncias e tivemos a oportunidade de receber o governador, e tive o privilégio de estar com ele falando e pedindo o empenho dele para que ajude a resolver os problemas da usina aqui e agradecer também pela doação dos ônibus. Nós já adquirimos dois ônibus, sendo um ônibus doação do deputado Tenente Lúcio e outro ônibus, do professor Neivaldo. Esses ônibus já se encontram em Capinópolis, e agora essa semana vamos receber duas ambulâncias, as quais serão entregues lá em Sete Lagoas, porque houve uma questão de logística e não deu para recebê-las em Patrocínio, sendo uma delas do deputado Cristiano Silveira, que é da base aliada do governador, e a outra é do deputado Elismar Prado. São conquistas que estamos buscando para trazer para o município, já temos aí um veículo Citroën para o Conselho Tutelar, que vamos pegar em março, porque ouve a troca da ministra e ela mesma quer fazer essa entrega em Uberlândia, onde o veículo já se encontra.

Conservatório amplia número de vagas e conquista mais alunos

Conservatório amplia número de vagas e conquista mais alunos

“Nós estamos à frente do Conservatório, a nossa querida Escola de Música ‘Vicente de Paula Fontoura’, que está de portas abertas a toda sociedade capinopolense”, disse o diretor Alexandre Bizinoto. Este ano de 2017 começou com o pé direito no Conservatório. Houve o aumento de número de vagas e de profissionais e um acolhimento diferenciado para familiares e alunos. Em entrevista, o diretor fala que o projeto de um Conservatório diferente está apenas começando.

conservatorio

Pergunta: Qual foi a ideia e o objetivo principal em dotar o Conservatório de uma nova fachada, que irá chamar a atenção, tanto de alunos, quanto da equipe escolar ao chegar?

Alexandre Bizinoto: Assumimos a escola numa situação bem degradada e, por nossa própria iniciativa, minha e da secretária escolar, resolvemos literalmente por a mão na massa. Eu e ela repintamos a frente, renovando a fachada da nossa escola, tanto com recursos próprios, quanto com recursos da iniciativa privada também. Fizemos isso para dar um acolhimento mais apropriado aos nossos alunos, aos nossos pequeninos e aos funcionários também, proporcionando um pouco mais de alegria a todos.

Pergunta: Quando você assumiu a direção do Conservatório, no dia 2 de janeiro, ao aceitar o convite do prefeito Cleidimar Zanotto, quantos alunos a escola tinha e qual é o número de matriculados hoje?

Alexandre: Estávamos com 150 alunos com matrículas renovadas. Agora nós fizemos mais de 100 matrículas novas, ou seja, a gente está com praticamente o dobro de alunos nesse primeiro mês de trabalho.

Pergunta: E essa demanda de alunos será atendida pela mesma quantidade de professores ou não?

Alexandre: Não, a gente estava com o quadro de funcionários reduzido e no início do mês de fevereiro conseguimos realizar seis novos contratos profissionais devidamente capacitados e especializados para atender essa turma nova.

Pergunta: E esses profissionais são de fora ou de Capinópolis mesmo?

Alexandre: Em sua maioria são pessoas de Capinópolis, que estudaram fora, se formaram e se especializaram.

Pergunta: E que começaram aqui, quando crianças, no Conservatório, não é mesmo?

Alexandre: Sim, crianças que outrora estudaram neste Conservatório e que mais tarde saíram em busca de seus sonhos em outras cidades da região, se formaram, adquiriram maturidade, competência, bagagem e agora esses capinopolenses passam a retribuir na forma de ensino à nossa comunidade e às novas gerações.

Pergunta: Pais, avós e familiares, que têm crianças e jovens em casa, a partir de qual idade o aluno pode ser matriculado, se é que ainda é possível realizar matrículas, pois já estamos em meados de fevereiro?

Alexandre: Ainda estamos com as matrículas abertas, a demanda é grande, mas temos o número de profissionais suficiente e à altura para atender essa grande demanda. A gente só vai dar em breve uma pequena freada nas matrículas, porque foram muitas, graças a Deus, mas tanto as renovações, quanto as novas matrículas vão continuar até o fim desse mês para todas as idades. Crianças a partir de 7 anos e, após essa faixa etária, sem limite de idade.

Pergunta: A escola oferece quais instrumentos?

Alexandre: Violão, guitarra elétrica, contra-baixo elétrico, teclado, órgão, piano, flauta doce, flauta transversal, temos o canto coral, que é o canto em conjunto para adultos e crianças, teremos o canto individual, temos dança e teremos agora a volta do teatro, eu gosto de dizer que fizemos uma aquisição muito boa de um jovem capinopolense, muito talentoso, que foi recomendado muito bem, que é o Clayton, que vai assumir as aulas de teatro, em parceria com a dança também. Temos o curso de bateria também, a percussão, e a percepção e a musicalização acompanham o instrumento, desde que a pessoa faça a sua matrícula no instrumento, ela tem a matéria de musicalização ou percepção como obrigatório.

Pergunta: Qual a sua mensagem e perspectivas em relação a 2017?

Alexandre: Capinópolis é uma terra fértil, vamos assim dizer, de uma forma literal, suas terras são férteis, não só no aspecto do agronegócio, mas também nas pessoas férteis em talento, como cantores, músicos, artistas de dança, pintura, enfim, é uma terra de talentos. 2017 vai ser um ano de muito trabalho, bastante movimentado na parte cultural aqui no nosso Conservatório e eu tenho um sonho particular, desde o ano passado, de abrir o curso noturno aqui na Escola de Música, pois a demanda do pessoal para a noite é muito grande. As pessoas que trabalham no horário comercial, mães, pessoal que estuda fora, eles querem estudar, fazer música à noite, então eu tenho um sonho de proporcionar aulas à noite, com os instrumentos de acordeon e viola caipira. São essas as nossas expectativas, essa perspectiva muito positiva, a gente conta com o carinho da nossa comunidade, a escola está de portas abertas, venha aqui bater um papo com a gente, conhecer os professores, os instrumentos, a nossa escola está passando por mudanças, vai ter uma reforma, uma adequação para a gente atender bem. Venha tomar água e aquele cafezinho com a gente, bem musical!

botao acesso informacao

previdencia

vtn