Homenagem ao Dia Internacional da Mulher movimenta Capinópolis

Homenagem ao Dia Internacional da Mulher movimenta Capinópolis

Quarta-feira, oito de março, Dia Internacional da Mulher, foi de muitas homenagens em Capinópolis. A Secretaria Municipal de Educação e Cultura levou música ao vivo para o prédio da Prefeitura, da Câmara, no Fórum e, com a banda de Música Santa Cecília, percorreu a rua 102, com presença de muitas mulheres.

Cap homenagem Dia Internacional da Mulher 11mar17a

“Foi uma forma de nossos músicos homenagearem as queridas mulheres nesse dia. Um Feliz Dia a todas as Mulheres de Capinópolis e região”, disse a secretária, Iracilda Duarte.

A secretária de governo, Ieda Zanotto, disse que foi uma alegria em receber a equipe do Conservatório e da banda no prédio da prefeitura. “Foi uma surpresa até para nós mesmas. Um feliz Dia Internacional da Mulher”, disse Ieda.

O vice-prefeito Jaisson acompanhou toda a tarde de homenagens. “Faço questão de cumprimentar a todas as mulheres nesse dia tão especial. Em especial a minha esposa e minha mãe”, disse.

Cap homenagem Dia Internacional da Mulher 11mar17bCap homenagem Dia Internacional da Mulher 11mar17

Horta Municipal é preparada para iniciar em poucos dias a distribuição de verduras para as escolas e entidades

Horta Municipal é preparada para iniciar em poucos dias a distribuição de verduras para as escolas e entidades

A Prefeitura de Capinópolis promove um importante trabalho na horta municipal, que é coordenada pela Secretaria Municipal de Agricultura, visando produzir verduras e legumes para enriquecer a merenda escolar.

horta1

Zé Divino, coordenador da horta, diz que o trabalho está iniciando.

“O trabalho está bom, estamos começando agora com muita força e creio que vamos produzir bem esse ano”.

Pergunta: O que já está plantado na horta?

Zé Divino: Jiló, brócolis, alface, cenoura, abóbora, salsinha, cebolinha, milho verde, e mandioca, que plantamos cedo, no mês de setembro do ano passado, irrigamos e já está quase no ponto de colheita.

Pergunta: Já estão conseguindo levar para as escolas?

Zé Divino: No começo de fevereiro tínhamos um restante e levamos milho e cenoura, agora é preciso esperar a nova produção, que está iniciando hoje, sendo que a maioria do ciclo das verduras é em torno de 75 a 90 dias, ou seja, em meados desse ano estaremos começando.

A secretária de agricultura, Marcela Alves, fala da importância da horta.

“Estamos iniciando os trabalhos desse ano para a produção de alimentos da merenda escolar, a parte social também e a equipe da horta está muito empenhada no plantio das hortaliças e trabalhar para produzir o melhor e o máximo possível para que possamos atender a comunidade”.

O engenheiro agrônomo Francisco Júnior lembra que o clima é fundamental para uma boa produção na horta.

horta2

 “A princípio, para termos êxito em nossos trabalhos, a condição climática é de fundamental importância, porque até poucos dias atrás estava muito quente e seco, as plantas novas não estavam aguentando o calor do Sol e estavam até morrendo, mas agora com essa mudança de clima, ficando bastante favorável, em poucos dias já deveremos ter bastante fartura aqui na horta municipal”, disse.

 

Reabertura do Conviver, uma festa da terceira idade

Reabertura do Conviver, uma festa da terceira idade

Os idosos de Capinópolis festejaram a reabertura do Conviver na noite de sábado, dia 04, com um animado forró, que contou com música ao vivo e a presença de caravanas das cidades de Cachoeira Dourada e Monte Alegre de Minas.

 conviver reabetura

O prefeito Cleidimar esteve prestigiando o evento com sua família, afirmando que gostaria de estar com todas as melhorias que pretende realizar ali no prédio para melhorar a ventilação, mas que devido à vontade dos idosos que queriam a reabertura do Conviver, estavam reiniciando as atividades naquele dia, mas que iria trabalhar para rapidamente realizar as melhorias que tem em mente.

“Hoje é um dia especial, porque estamos reabrindo o Grupo Conviver. A pedido dos nossos amigos e companheiros da terceira idade. Nós até íamos aguardar mais um pouquinho para melhorarmos na parte de estrutura, na ventilação, mas era tão grande a ansiedade deles, que não puderam esperar, mas a gente nota a felicidade desse pessoal e isso é contagiante, então para nós é um dia muito importante e queremos nas quartas-feiras e sábados acompanhar a felicidade deles, que para nós também traz felicidade”.

Participaram também da festa, os vereadores Neide, Suely Pricinoti e Joãozinho, que elogiaram a beleza e organização do evento, destacando a importância da convivência para as pessoas da terceira idade.

A coordenadora do Conviver, Cida, destacou a alegria de todos pelo reinício das atividades.

“Eles adoram o forró, para começar, eles amam ficar aqui e eu também estou muito feliz, para mim foi até uma surpresa quando eles me chamaram para vir para cá, mas estou muito feliz mesmo e espero fazer de tudo para que todos continuem se divertindo assim”.

Pergunta: Qual a programação semanal do Grupo Conviver?

Cida: Na segunda-feira, a gente tem hidroginástica e ginástica pela manhã com os homens. Na terça-feira, hidroginástica para as mulheres, na quarta-feira tem ginástica no salão. Às 13h começa o truco e tem a mesa de sinuca. Também vamos ter muitos cursos, como pintura, confecção de bolsas, de forma que vamos ter muita coisa boa agora.

Pergunta: Mas o que eles mais gostam mesmo é do forró?

Cida: Dançar é com eles mesmos, aqui não tem doença, só tem alegria.

A palavra da secretária

A secretária de assistência social, Nathalia Damião, falou das atividades do conviver:

“Estamos muito animados com a abertura das atividades do Conviver, começando com o forró ao vivo. Um dos objetivos da nova administração é valorizar a terceira idade, trazer para eles uma qualidade de vida através do Conviver, com o forró, o convívio social, atividades em grupo, ginástica, hidroginástica e estamos empenhados para nesses quatro anos só melhorar”.

Isso aqui é minha vida, diz Tarzan

“É muito bom o forró dos idosos, eu tiro um tempinho para vir aqui toda vez, danço bastante. Sou muito bem recebido aqui, juntamente com todos, hoje é o primeiro dia do ano que a gente tá vindo aqui mais a Cida, que a gente já conhece há mais tempo e ‘tá’ uma beleza, graças a Deus”.

Pergunta: Para a saúde é um exercício e tanto?

Tarzan: Bom demais para a saúde, o prefeito é muito bom, vamos dançar até quando o forró acabar, lá pelas 23h, e agradeço a todos eles.

Essa Administração tem tudo para dar certo, diz Emerson Matidone

“Melhor que o forró não existe, estamos aqui prestigiando e acho que a terceira idade merece e creio que tem tudo para melhorar, com essa gestão vai dar certo, se Deus quiser”.

Estou encantada, diz Márcia, coordenadora dos Idosos de Monte Alegre de Minas

“É um prazer estar aqui e realmente estou encantada com o comprometimento de todo o pessoal da terceira idade de Capinópolis. O Emerson me convidou e estou aqui com a minha turma e estamos adorando. Eu sou professora, mas trabalho com os idosos há nove anos em Monte Alegre”.

Só paro de dançar no dia que atravessar lá para o lado do Coleto, diz Dativo

“Só aqui no Conviver tenho 20 anos de participação, só que a terceira idade não começou aqui, pois começou na Creche do Bairro São João, foi para o CATRU, no mandato do saudoso Cândido Vaz e somente depois viemos para esse prédio que o saudoso Ibrahim Bechara fez para nós”.

Pergunta: Como você se sente ao chegar aqui para participar dos forrós e demais atividades?

Dativo: Muito feliz, isso aqui é uma terapia para a gente, é onde encontramos os amigos, jogamos truco, isso aqui é uma felicidade imensa para nós da terceira idade, muito bom, apenas que teve uns tempos meio assim fracassados, mas se Deus ajudar, vai melhorar.

Pergunta: Conta-se que você já arrumou até algumas namoradas por aqui nesses mais de 20 anos?

Dativo: Namorada aqui é fácil demais de arrumar, velha aqui é o que não falta, e velho só com velha mesmo, então tá dando certo.

Pergunta: E forró é saúde?

Dativo: Sim, e é até recomendado pelos médicos, muito bom dançar o forró, é uma terapia muito boa e estando aqui a gente está numa alegria total, a cabeça fica maneira, é muito bom, bom demais!

Pergunta: E quando você vai parar de vir para o forró?

Dativo: Rapaz, só a hora que atravessar lá pro Coleto (Cemitério), aí não vai ter jeito, mas enquanto Deus der saúde e força para mim, é a coisa melhor que eu acho é forró. Não bebo, não jogo, não fumo, mas o forró é a minha diversão. A minha paixão é o forró e quando aqui está fechado - pois foram 96 dias que fechou aqui para só começar hoje -, então eu vou para outros locais, no primeiro domingo do mês tem no sindicato, eu vou dançar, aí vou dançar em Ituiutaba, no Ituiutaba Clube, que é muito bom, a minha filha mora lá, eu vou no sábado e só venho na segunda e a vida continua assim, é bom demais.

 

botao acesso informacao

previdencia

vtn