Celismar Vieira diz que quanto antes diagnosticar as hepatites virais, melhor

celismar hepatite
O coordenador dos PSFs de Capinópolis, Celismar Vieira, deu uma paradinha na correria do dia, na quinta-feira dia 25, quando a equipe estava realizando uma ação do Julho Amarelo no centro da cidade para ir à Rádio Novo Tempo FM, no Programa Correio da Região, versão rádio, quando falou sobre as ações realizadas durante a semana no combate às hepatites virais.
“Nós estamos comemorando nesse mês, o Julho Amarelo, que é voltado à luta contra as hepatites virais. Estamos aqui em frente à Drogaria São Vicente chamando a atenção da população quanto aos riscos da doença. A gente sabe que existem 5 tipos de hepatites: A, B, C, D e E, então nós estamos disponibilizando os testes rápidos, gratuitamente para as pessoas que queiram fazer. É sabido que o sistema de saúde oferece vacinas para as hepatites A e B, mas infelizmente não tem vacina ainda para hepatite C, e cresce no Brasil todo uma grande população que está acometida com a hepatite C, que pode levar à cirrose hepática e ao câncer de fígado. A secretaria municipal de Saúde de Capinópolis se sensibilizou com o tema de 2019 e nós estamos aqui mais uma vez voltados à prevenção. A população precisa saber quais os meios de prevenção contra a hepatite e um dos meios de prevenção é fazer o teste rápido, só assim o indivíduo vai saber se tem o vírus das hepatites A, B, C, D ou E.”
Pergunta: Essa iniciativa em frente à Drogaria São Vicente, no centro de Capinópolis, está sendo muito interessante, porque as pessoas que estão passando por aqui estão parando e fazendo os testes?
Celismar Vieira: Sim. A secretaria municipal de Saúde agradece essa parceria com as empresas do município e aqui, com a Drogaria São Vicente, não foi diferente, na verdade eu sempre falo que isso aí para nós é muito gratificante. É um momento em que a gente ‘pega’ as pessoas que estão passando por aqui em volta do centro da cidade para ofertar mais esse serviço de saúde. É um ponto positivo para a secretaria de Saúde, e o que estou notando hoje é a grande procura, que está bem maior do que nas ações anteriores, isso mostra que a comunidade está se conscientizando, os meios de comunicação estão fazendo chegar isso à população, a gente propagou, tanto ontem, quanto hoje em redes sociais.
Pergunta: Além dos testes rápidos para detecção das hepatites, o que mais está sendo ofertado?
Celismar: Hoje, estamos fazendo especificamente contra hepatites B e C, que são ofertados pelo SUS e, além disso, estamos aferindo também a pressão arterial, como de costume. Vale ressaltar que a doença é assintomática, ou seja, as pessoas não têm sintomas, os quais aparecem somente na fase adulta, na velhice, por isso, quem não pode comparecer aqui em frente à drogaria para fazer os testes, basta procurar a Unidade Básica de Saúde para fazer o teste rápido, porque a doença tem tratamento e tem cura. O objetivo de estarmos aqui é de fazer um diagnóstico precoce, pois quanto mais cedo a gente diagnosticar as hepatites virais, melhor e mais rapidamente será a cura desses pacientes.
Foto: Flávio Silva

Reunião marcou reativação do Circuito Águas do Cerrado

circuito aguas

A cidade de Capinópolis vai sediar por dois anos o Circuito Águas do Cerrado, quando terá em sua direção os cargos de presidente, secretário e tesoureiro, com pessoas de Capinópolis.

Logo após a reunião que marcou efetivamente a reativação do Circuito Águas do Cerrado, passou-se a discutir o seu funcionamento e composta a diretoria.

Participaram do encontro o prefeito de Capinópolis Cleidimar Zanotto, o secretário de meio ambiente, Vilson Bernardeli, a secretária de educação e cultura, Iracilda Duarte, e a assessora do prefeito, Queli Franco; a secretária de educação, cultura, esporte e lazer, Márcia Maximino e o secretário de meio ambiente, Elias Régis, ambos de Ipiaçu; Luiz Francisco – representando o Instituto Histórico e a secretária de cultura de Campina Verde, Mariana Rezende; Éberson Alves Oliveira, secretário de esportes, lazer e turismo de Limeira do Oeste; Carlyne Severino – secretário de planejamento e Olésia Martins, secretária de cultura, esporte e lazer de Gurinhatã, além do turismólogo Eduardo Gonçalves e do historiador do município de Capinópolis, Cláudio Scarparo.  

“Nós vemos como muito importante a reativação do Circuito, porque vai permitir às cidades da região discutir e desenvolver juntas ações voltadas para o turismo e, ainda, ter acesso a recursos do Ministério do Turismo, tendo em vista que um dos requisitos para se ter projetos aprovados no Ministério precisa do aval do Circuito”, disse o prefeito Cleidimar Zanotto.

O turismólogo Eduardo Gonçalves, que acompanha a assessora do Circuito, vê com bons olhos e muita alegria a sua reativação.

“É muito importante termos o Circuito de nossa região, onde estarão abrigados todos os municípios com suas potencialidades turísticas, onde pretendemos trabalhar essas potencialidades, cada um com seus atrativos turísticos, visando desenvolver o turismo aqui na região através de eventos e da própria divulgação pelas mídias sociais, pois quem não é visto não é lembrado”, disse Eduardo.

Foto: Valdair Bernardeli

Ação do Julho Amarelo no centro da cidade, na Drogaria São Vicente

A quinta-feira, dia 25, foi marcada por mais uma ação da Secretaria Municipal de Saúde relativa ao Julho Amarelo, com a montagem de barracas em frente à Drogaria São Vicente, onde foi aferida pressão arterial e feito os testes rápidos de hepatites A e B do público que ali compareceu.
“Nos começamos às oito horas da manhã e na hora do almoço, às onze horas, já tínhamos feito mais de 200 testes. Acreditamos que até as 15h, quando vai terminar a ação teremos ultrapassado número de 300 pessoas”, comemorou o coordenador da PSFs, Celismar Vieira.
“Para nós da Drogaria São Vicente, a parceria com a Secretaria Municipal de Saúde é muito importante, porque assim conseguimos prestar um serviço ainda melhor ao nosso cliente”, disse José Luiz. 
Foto: Valdair Bernardeli

botao acesso informacao

previdencia

vtn