PROJETO EDUCAR

PROJETO EDUCAR – ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

CAPINÓPOLIS – MG

 

 

 

INTRODUÇÃO

O projeto Educar foi aderido pelo município de Capinópolis em janeiro do ano 2012 e sua execução foi prevista para este mesmo ano, iniciando no mês de março em reunião com o Conselho Municipal do Patrimônio Cultural de Capinópolis.

Esse projeto foi criado pelo IEPHA (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais) e desenvolvido pelo município em 2012.

Foram satisfatórias as atividades desenvolvidas e, por isso mesmo, estamos aderindo novamente ao Projeto Educar para o ano de 2013, exercício 2014.

As séries iniciais do ensino fundamental absorveram com satisfação as mensagens propostas e o resultado foi o esperado. 

É um projeto inédito para a cidade de Capinópolis com a participação efetiva de escolas e educadores do município. Essa parceria foi fundamental para que o projeto alcançasse seus objetivos.

 

I – INÍCIO DO PROJETO

O Projeto Educar desenvolvido na cidade de Capinópolis – MG teve seu pontapé inicial na reunião do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural, onde foi discutido e apresentado aos conselheiros para que os mesmos tivessem ciência das atividades que ocorreram e que, também, pudessem participar na medida de suas disponibilidades.

A reunião aconteceu no dia 16 de fevereiro na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, onde estiveram presentes os conselheiros: Iracilda Pereira Duarte, Zoraine Vilarinho, Júlia Alvarenga, Bernardes Luiz de Lima, Lila de Paula Longo, Marly Dantas, Zélia Cruz, Cibele Pereira e o Técnico Cláudio Scarparo. Foi repassado para os Conselheiros que o Projeto iria acontecer nas Escolas Municipais Tancredo de Almeida Neves e Aurelisa Alcântara.

 

 

 

II – REUNIÃO COM OS RESPONSÁVEIS PELO PROJETO EM CADA ESCOLA ENVOLVIDA

Aconteceram duas reuniões com os responsáveis pelo projeto em cada escola. A primeira foi dia 20 de março e a segunda dia 27 de março. As reuniões tiveram a participação dos responsáveis da Escola Municipal Tancredo de Almeida Neves: a Diretora, Júlia Pereira, a supervisora Maria Zélia e as professoras Sâmia Aparecida de Souza e Vera Lúcia Macedo e dos responsáveis da Escola Aurelisa Alcântara: a Diretora Aida Divina, a Supervisora Maria Lenice, as professoras Luciana Cardoso e Orseni Lucena.

A reunião foi preparatória para definição de local e espaço para a palestra realizada com os alunos das duas escolas sobre Patrimônio Cultural.

 

 

III -  PALESTRA COM OS ALUNOS DAS ESCOLAS MUNICIPAIS TANCREDO DE ALMEIDA NEVES E AURELISA ALCÂNTARA DE SOUZA

Ocorreu no dia 25 de abril de 2012 a palestra sobre Patrimônio Cultural com os alunos, envolvidos no projeto Educar, das Escolas Municipais Tancredo de Almeida Neves e Aurelisa Alcântara de  Souza, no auditório da Escola Municipal Aurelisa Alcântara, pelo Técnico de Proteção do Patrimônio Cultural Cláudio Scarparo Silva. 

Na palestra foram abordados conceitos básicos de patrimônio cultural provocando uma discussão com os alunos, que começaram a ser despertados para o tema proposto.

Foi utilizado o slide “Apresentação de Inventário” de autoria do Historiador Carlos Henrique Rangel do IEPHA.

 

 

IV – ESCOLHA DOS BENS CULTURAIS A SER TRABALHADO COM CADA ESCOLA

No dia 07 de maio foram realizadas pelas duas escolas a escolha do bem cultural a ser trabalhado com os alunos. As escolhas foram feitas pelos professores, já que os alunos ainda não tem o conhecimento necessário para discernir um bem cultural. Os professores procuraram os bens culturais de melhor acesso, já que, durante a semana a estrutura de locomoção é totalmente ocupada com o transporte de alunos do município.

A Escola Aurelisa Alcântara de Souza decidiu por trabalhar com o Casarão do Fundador da cidade, bem tombado a nível municipal, que se localiza na zona rural.

A Escola Tancredo de Almeida Neves decidiu trabalhar com a Praça João Moreira de Souza, bem cultural tombado a nível municipal, que se localiza na zona urbana do município.

 

 

 

V – TRABALHOS EM SALA DE AULA

Durante os meses junho e agosto foram trabalhados pelos professores temas relativos ao Patrimônio Cultural.

 

VI – VISITA DOS ALUNOS AOS BENS CULTURAIS TOMBADOS NA CIDADE

No dia 14 de setembro de os alunos foram visitar os bens culturais tombados da cidade de Capinópolis. As visitas foram ao Casarão do Fundador da cidade, localizado na Zona Rural do Município e na Praça João Moreira de Souza, localizada na Zona Urbana do Município.

 

 

VI – REALIZAÇÃO DE RELATÓRIOS

Depois das visitas realizadas aos bens tombados da cidade, os professores trabalharam com os alunos uma reflexão sobre os mesmos bens através de redações e relatórios.

 

VII – AVALIAÇÃO

Após os relatórios e redações, os alunos realizaram a avaliação do Projeto, em fichas modelo do IEPHA para servirem de análise para os próximos exercícios.

Também os professores avaliaram o projeto. preenchendo as fichas de análise para que as mesmas possam ser estudadas e servirem de base para os próximos projetos a serem realizados no quadro de Educação Patrimonial.

 

 

VIII – FEIRA CULTURAL

No dia 30 de junho o projeto foi encerrado com a Feira Cultural, que aconteceu na Escola Municipal Tancredo de Almeida Neves com os produtos do projeto, feitos pelos alunos, que foram Maquetes dos dois bens tombados no município  a Praça João Moreira de Souza e o Casarão do Fundador da Cidade e as comidas típicas da região. A Feira contou ainda com a participação da Folia de Reis Companhia Adorada dos Três Reis do Oriente.








botao acesso informacao

previdencia

vtn